webmail metalmat

brasil
espanhol
ingles

cancel

Os nossos egressos possuem forte formação nas áreas de Engenharia Metalurgia e Materiais, o que lhes confere grande capacidade de resolver problemas científicos e/ou tecnológicos complexos. Pela sua formação, os egressos adquirem alta adaptabilidade ao trabalho em equipes multidisciplinares ou com grande diversidade étnica e cultural, assim como ampla capacidade de aplicar metodologias de análise avançadas. O seu treinamento em métodos da engenharia científica, junto com sua curiosidade e capacidade de observação, lhes proporciona também uma grande capacidade de inovação. Por outro lado, ao longo da sua passagem pelo PEMM os alunos são educados sob os mais rigorosos princípios éticos e profissionais, sendo encorajados para manter condutas sustentáveis na vida profissional, sendo severamente punidos frente a desvios de conduta durante sua passagem pela nossa Instituição.

Em um levantamento recente das atividades exercidas pelos egressos do PEMM, de um universo de aproximadamente 224 alunos  egressos do PEMM de 2014 a 2019, quase 23% dos egressos continuam estudando ou no PEMM (aluno de doutorado) ou em outras instituições de ensino seja no Brasil ou no exterior e 67% dos egressos estão trabalhando e apenas 10% estão procurando realocação no mercado ou não encontramos a posição atual

Dentre os egressos que estão trabalhando, 44% dos egressos exercem atividades em instituições públicas, 42% na inciativa privada e 14% em organizações de economia mista (Petrobrás, Eletrobrás, etc.).

Dentre as instituições públicas, 8% trabalham em instituições da administração pública (prefeituras, órgãos do governo, etc.), 78% no setor de educação superior (universidades, centros de pesquisa, etc.), 3% no setor de serviços de alta tecnologia e 11% no setor de defesa (exército, marinha ou aeronáutica).

Na iniciativa privada, 21% atua no setor de educação (universidades privadas no Brasil e no exterior), 50% na área de serviços com alto conteúdo tecnológico (indústria do petróleo e gás, aeronáutica, novos materiais, etc.) , 15% no setor de mineração (Vale, Votarantin, e etc..) e 14% outros.

Em instituições ou empresas de economia mista, 100% trabalha no setor de energia (sistemas Petrobrás e Eletrobrás).

No que diz respeito à distribuição geográfica dos nossos egressos, 80% trabalha no Brasil e 20% no exterior (USA, Europa ou América Latina). Em relação ao cargo ou função desempenhada pelos nossos egressos, 12% são professores de instituições de ensino superior, 17% exercem funções de engenheiro e 13% são pesquisadores.

É interessante ressaltar que aproximadamente 3% dos nossos egressos são empresários, isto é, exercem atividades de engenheiro e/ou consultor dentro da empresa na qual são sócios. Dentre os empresários com maior destaque, Fernando Ferraz, M.Sc. (sócio e fundador da Akaer Engenharia, uma empresa de soluções tecnológicas integradas com sede em São José dos Campos, especializada no desenvolvimento de estruturas e gestão de projetos para os setores aeroespacial e de defesa, que contra entre seus clientes empresas como Saab, Embraer, Avibras, Boeing, Kawasaki e Magneti Marelli), os empresários Paulo Emygdio D.Sc. e Annelise Zeemann do Pinho, D.Sc. (diretores e fundadores da Tecmetal, uma empresa com sede no Rio de Janeiro que fornece soluções técnicas em materiais, seja para apoiar o projeto na seleção e especificação de materiais, para resolver problemas fabris, analisar falhas, preparar procedimentos de fabricação ou soldagem e ainda para qualificar fornecedores e produtos) e Hélio Alves de Souza Jr., M.Sc. (diretor da Hart Integrity, empresa orientada à consultoria sobre materiais e corrosão no setor do petróleo e gás).

Topo